Logotipo Dialogicos
btHome
btEmpresa
btLocalizacao
btNoticias
btParcerias
btClientes
 
Pesquisar
Subscrever Newsletter
Assine a nossa newsletter e receba todas as notícias no seu e-mail.
OK
 
Formação em Psicologia
Ludoterapia - Intervenção psicológica em crianças - 6ª Ed
CRÉDITOS OPP: 28,5
Na prática clínica, os profissionais vêm-se por vezes perante a dificuldade da transposição dos conceitos teóricos para a intervenção com crianças, na medida em que a ludoterapia implica a brincadeira, que se quer orientada para a cura, e não somente para o lúdico. Nesta formação, serão abordados todos os aspectos teorico-práticos necessários a uma boa condução de sessões de ludodiagnóstico e/ou ludoterapia, conferindo ao técnico uma melhor capacidade de intervenção.
Objectivos Gerais
Dotar os formandos de conhecimentos ao nível das teorias dinâmicas do brincar, em particular na sua contribuição para o desenvolvimento geral da criança. Conhecer, caracterizar e treinar os aspectos fundamentais para a realização do ludodiagnóstico e da ludoterapia, bem como da relação com todos os seus intervenientes (pais, criança e restantes educadores).
Objectivos Específicos
No final da formação, os formandos deverão ser capazes de:
1 - Compreender e descrever o conceito do brincar através das teorias dinâmicas, nomeadamente a winnicotiana;
2 - Distinguir os conceitos de brincadeira e educação;
3 - Especificar as contribuições do brincar no desenvolvimento geral da criança;
4 - Caracterizar o setting psicoterapêutico em ludoterapia;
5 - Planear um espaço psicoterapêutico em ludoterapia, de acordo com os principais parâmetros inerentes ao setting clínico;
6 - Descrever a influência da linguagem não-verbal na relação psicoterapêutica em ludoterapia;
7 - Aplicar os parâmetros da linguagem não-verbal em situações simuladas;
8 - Analisar a comunicação não-verbal em situações simuladas, a partir de parâmetros auto e hetero-referenciados;
9 - Modificar a comunicação não-verbal desajustada na relação psicoterapêutica em ludoterapia, em situações simuladas;
10 - Definir o ludodiagnósticos como forma de avaliação psicológica da criança;
11 - Utilizar o ludodiagnóstico na avaliação psicológica de uma criança, em situações simuladas;
12 - Caracterizar os conteúdos manifestos e latentes das brincadeiras em ludoterapia;
13 - Realizar dinâmicas de ludoterapia, em situações simuladas, com base nos parâmetros aprendidos, nomeadamente a comunicação verbal, não-verbal, e os conteúdos manifestos e latentes das brincadeiras;
14 - Analisar as dinâmicas de ludoterapia em situações simuladas, a partir de parâmetros auto e hetero-referenciados;
15 - Modificar o comportamento em situações simuladas, de forma ajustada aos parâmetros fundamentais da ludoterapia;
16 - Identificar métodos de intervenção em ludoterapia, nomeadamente a mala de ludo, a mala das emoções e a caixa de areia;
17 - Realizar dinâmicas de ludoterapia, em situações simuladas, com base em diferentes métodos de intervenção, nomeadamente a mala de ludo, a mala das emoções e a caixa de areia;
18 - Analisar a pertinência de cada método de ludoterapia, em função das necessidades psicoterapêuticas da criança;
19 - Reconhecer e descrever o papel dos pais nos processos de intervenção em ludoterapia;
20 - Empregar uma linguagem acessível aos pais, que traduza os parâmetros psicológicos psicodinâmicos dos filhos;
21 - Conceber metáforas e analogias que traduzam diversos parâmetros psicológicos e de personalidade, a utilizar no diálogo com os pais;
22 - Conhecer e descrever os princípios básicos da realização de relatórios clínicos, perante a avaliação psicológica da criança;
23 - Construir um estudo de caso que permita a aplicação dos conhecimentos gerais adquiridos;
24 - Apresentar o estudo de caso contruído a partir dos parâmetros de interpretação dos resultados do ludodiagnóstico, bem como da sua intercorrelação com o desenvolvimento infantil e da personalidade, de forma à planificação objectiva do processo de intervenção em ludoterapia;
25 - Elaborar relatórios clínicos.
Gestão da Formação
Paula Barbosa
Directora Geral e Clínica, Gestora da Formação, Psicóloga Clínica, Formadora profissional certificada pelo IEFP
Curriculum Vitae
Destinatários
Finalistas ou licenciados em Psicologia
Número de Formandos por turma
6 a 14 formandos
Local
Mem Martins - Sintra
Datas
16 de Setembro a 16 de Dezembro de 2017

16, 30 Setembro
07, 21, 28 Outubro
11, 18, 25 Novembro
02, 16 Dezembro
Horário
Sábados, das 10h00-13h00 e 14h30-17h30
Duração
Corpo teórico-prático - 17 sessões de 3 horas: Total de 51 horas. Seminário de estudos de caso - 2 sessões de 3 horas horas: Total 6 horas. Total do curso: 19 sessões de 3 horas = 57 horas
Certificado
No final da formação, o formando receberá um certificado de participação, no qual constará a nota qualitativa final. A entrega do certificado fica condicionada à presença no mínimo em 90% das sessões.
Preço
. 240,00 € a pronto-pagamento, até 12 de Setembro de 2017 (inclui 10% de desconto);
ou
. 3 prestações - 1ª prestação de 100.00€, paga no acto de inscrição; 2ª e 3ª prestação de 80€ cada, pagas até ao dia 08 de Novembro e Dezembro.

Nota: No caso da opção de pagamento em prestações, deverão ser entregues no acto de matrícula os respectivos cheques pré-datados.
Login
 
 
Dialógicos - Centro de Psicologia e Formação, Lda :: Rua Dr. João de Barros, Nº 116 - 1º Frt. :: 2725-486 Mem Martins :: Telf.: 219 260 052 - Tlm.: 93 845 19 44 :: dialogicos.lda@dialogicos.pt